segunda-feira, 17 de abril de 2017

A CHEGADA DE UM NOVO FILHO!

Os pais lidam com a chegada de um novo bebê de maneiras muito diversas, que incluem diferentes emoções e expectativas.
Mesmo sem terem sido informados da gravidez, a maioria das crianças percebe uma atmosfera e preocupação e toda a alteração no foco de interesse dos pais. Aqui em casa quem percebeu primeiro a minha segunda gravidez foi a própria Catarina, do jeito dela, ela não queria sequer desgrudar da minha barriga, literalmente.

Saiba que o irmão mais velho não compreenderá plenamente o que significa esse novo bebê na família, muito menos o fato de ter que compartilhar o seu afeto com o novo irmãozinho, eu diria que isso começa a ser percebido quando o bebê começa a fazer suas primeiras conquistas/gracinhas, aí começa a disputa de atenção.
Isto torna algumas crianças apreensivas e mal humoradas, tentando reverter seu comportamento à época em que era bebê e/ou apresentando um comportamento difícil.

As preparações relativas aos cuidados com seu filho mais velho no momento em que o novo bebê vai nascer são essenciais. A maneira pela qual nos sentimos em relação a nossos irmãos é um fio condutor poderoso que nos acompanha por nossa vida e que pode, facilmente, vir à tona em diferentes momentos.

Para muitas crianças - e não importa todo o cuidado dos pais em prepará-las para esse acontecimento - um novo irmãozinho fica sendo para sempre um choque. Aqui em casa decidimos agir naturalmente, não ficar forçando a barra para nenhum lado. Falei para meu marido, se ficarmos reforçando o comportamento de "coitadinha a Catarina perdeu o trono" não ia ser saudável. Porque na verdade ela não perdeu nada, explicava para ela. Sempre falei para ela, a mamãe tem dois braços para segurar as duas. Tentava fazer ela participar de todas as situações.

Quando a Victória veio para casa demos um presente para a Catarina falando que a Victória que tinha trazido. Não foi um mar de rosas sempre, teve fases difíceis e ainda tem, mas sempre tentamos reforçar as duas o amor delas. A Victória como a maioria dos irmão mais novos idolatra a Catarina. É um grude só.

Os mais velhos começam a se sentirem inseguros, achando que não são mais amados. O importante é reforçar essa segurança neles.  Com frequência a resposta dos pais a um mau comportamento confirma o pior sentimento que as crianças tem - o de que foram substituídas pelo novo irmãozinho e deixaram de ser amadas.

A mensagem que você precisa fazer seu filho entender é a de que ele não é "mau" por sentir-se assim, que você compreende que ele está passando por um momento difícil e que os sentimentos que ele tem fazem com que se sinta ainda pior.
Console-se com o fato de que seu filho confia tanto no seu amor a ponto de testá-lo até o limite e mostrar para você toda a confusão pela qual está passando.

Escute o mais velho! Ouça o que ele tem a dizer. Procure descobrir o que ele quer, quais são as suas necessidades e desejos. Às vezes, uma simples mudança na sua atitude fará toda a diferença.

Mil beijinhos....
Mãe das nenis....






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo!
Sua presença é fundamental para o sucesso deste blog.
Agradeço pelo seu comentário!